ICDF- Instituto de Cardiologia do Distrito Federal FUC- Fundação Universitária de Cardiologia
(61) 3403-5400
Marcação de Consultas/Exames
Tel: 0800-644-1044

Na tarde desta terça-feira (11/09) o quarteto de cordas da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, apresentou o “Concerto de Saúde” n a recepção central do Instituto de Cardiologia do Distrito Federal – ICDF. O concerto faz parte de um projeto iniciado em janeiro de 2014, quando o teatro nacional foi interditado, com a ideia de realizar apresentações em palcos alternativos.

Desde então o hospital virou palco, a orquestra virou médico, trazendo a música como remédio apresentando-se em hospitais como: São Vicente de Paula, Instituto Hospital de Base, Hospital da Criança, entre outros. “Tocamos em hospitais e vemos isso como uma forma de intervenção positiva na vida das pessoas, pois traz uma melhora no tratamento dos pacientes. A música age como um milagre. Os sons estimulam a mente, ela entra pelo ouvido e transforma o corpo, trazendo uma mensagem de esperança e paz”, completou Hernanes Relações Públicas da Secretária de Cultura do DF.

A iniciativa faz parte de uma parceria entre as secretarias de Cultura e de Saúde do Distrito Federal. Desde julho, as pastas promovem a turnê “Concertos da Saúde” que visitou hospitais da pública de saúde espalhadas por todo o DF. Agora a visita foi ao ICDF, que é uma instituição filantrópica conveniada para atender os pacientes do Sistema Único de Saúde- SUS.

A música pode ser usada no auxílio da saúde de forma preventiva ou terapêutica, ela pode ajudar a minimizar os sintomas, colaborar na recuperação pacientes com problemas motores, com câncer, além de casos de depressão, entre outros. 

A apresentação durou cerca de uma (01) hora, e entre as músicas a que mais animou o público destacamos o tango “Por Una Cabeza” de Carlos Gardel. A música tem um impacto direto e mensurável no estado mental, reposta biológica ao stress, sensação de dor, ação cardíaca, pressão sanguínea. Se os programas musicais forem usados adequadamente, serão alcançados benefícios para todos os pacientes. “E importante, não só para os pacientes e funcionários, mas para os funcionários que vivenciam diariamente a rotina do hospital”, afirmou Dra. Nubia Vieira, Superintendente do ICDF. 

Por Rafaela Mendes - DRT/DF 014748
Revisão Anna Virgínia Souza - DRT/DF 8989

 

Mais informações para a imprensa
Assessoria de Comunicação - ICDF
61. 3403-5496/559